79 thoughts on “Trotes em universidades e o estado

  1. Acho trote uma merda. Passei por algumas coisas lá na Unesp, depois eu caí fora. O foda é que o cara pega esmola no semáforo para depois sustentar libertinagem e degeneração. Eu nem cheguei a participar disso, porque já é colocar a vida em risco (São Vicente). Prefiro dar gorjeta para frentista ou para um mendigo na rua do que para esses caras.

  2. Queria eu participar de um trote desses, no meu curso foi só ter enchido a cara ano passado, teve nada demais.

  3. Cara, nada a ver. Eu participei de trote, não é ruim, faz quem quer. E sobre trotes violentos, apenas alguns casos isolados são assim, não há como generalizar para "todos os trotes são violentos", sendo que só alguns são, assim como, não dá pra generalizar para "todos os trotes são tranquilos". Conclusão, vídeo bem aleatório e sem lógica nenhuma.

  4. acho que um exercito privado, tambem teria esse tipo de problema(mortes em treinamento),o problema está na rigidez das punições(que foram MUITO suaves)

  5. Um cara desse deveria ter perdido a patente e sido afastado. Como um sujeito desses pode comandar um pelotão? um comandante desses iria sabotar o próprio pelotão que ele comanda. Um soldado cai desacordado e o que o cara faz?? chuta-o? kkkkkkkkkkk sério, isso numa situação real de guerra? o titulo desse vídeo deveria ser: 'como o estado escraviza pessoas e até os mata, sem precisar prestar contas a ninguém!'

  6. O período de formação das instituições militares (conhecido como período básico ou semana zero) não tem nada haver com os trotes involuntários das universidades públicas. Num Ancapistão também haveriam cursos de formação militar (principalmente de empresas) focando no aperfeiçoamento do rigor físico/mental, aumento do intelecto, contudo os danos aos condenados, caso ocorressem violações de direitos naturais seriam maiores.

  7. Trote deve ser voluntário. Participa quem quer. Eu na faculdade onde me formei não participei de trote algum, embora a faculdade naquele tempo fosse menor e com menos turmas. Agora, se eu fosse obrigado a algo, garanto que a porrada iria comer solta, pois eu iria me defender nem que fosse apenas com os meus punhos, canelas, joelhos e cotovelos.

    Obs.: Belo MUUUUUU

  8. Quando estudei na UFRRJ e morei nos alojamentos de lá. Passei por 3 Trotes e dois foram de boa, mas um foi uma escrotidão gigante e quase terminou em uma porradaria sinistra! Quem tá comentando aí "Trote é voluntário e é tranquilo blá blá blá…" Não meçam a experiencia dos outros com a mesma régua que vcs medem a sua!

  9. Cursar universidade pública já foi uma merda mesmo sem aceitar participar no trote, imagina se eu ainda tivesse participado.

  10. Nada haver esse vídeo, você só entra para um curso da AMAN, ESA, AFA, etc se desejar.

    Um trote muitas vezes você é pego na marra, eu mesmo fui coagido no único do meu curso de Ed Fusca e resolvi nocauteando o "chefe" do trote, fiquei isolado do grupo por isso por um semestre mas ganhei o respeito dos demais calouros que também criaram coragem para dizer um NÃO.

  11. Ainda bem que o ambiente universitário, acolhedor e respeita a liberdade e direito de opinião… por isso eles criticam as cruéis condições de treinamento das polícias militares e Forças Armadas.

  12. Sempre tive uma 'sementinha' de liberdade no meu inconsciente, não sofri trote qnd entrei pra faculdade pq era a primeira turma do primeiro curso! hehehe puta sorte, mas se tivesse que me submeter a isso acho que não ia lidar bem não, alguém ia sair ferido, ehehhe talvez fosse eu, mas eu realmente não aceitava essa ideia de "macaco" de fazer ou sofrer trote.

  13. conheço a história do cadete que se ejetou, meus primos fazem parte da aeronautica e me explicaram a coisa, não vou citar nomes para evitar problemas.

    O cadete era filho de general e foi colocado como piloto por indicação (quase todos os pilotos são desta forma), ele era extremamente incopetente, no treinamento, ele pediu para o assistente afrouxar o cinto que prende o piloto (segundo o que eles me falaram, os cintos são absurdamente apertados para compensar a força G, eles fazem você aguentar mais G), eles recusaram fazer por motivos óbvios, então ele mesmo resolveu dar uma afrouxada, uma das alças que ele puxou era exatamente a da ejeção, e ai foi ejetado, em solo. Todo o novo piloto ele é ensinado exatamente para NUNCA tente soltar os cintos por conta própria exatamente por causa deste caso.

  14. Trote é o retrato da estupidez e da decadência humana.
    É grotesco e nojento assistir a essas cenas.
    Totalmente repugnante.

  15. Tecnicamente, se você não participar, você é o "cuzão" pelo resto do curso. A esquerda faz a mesma coisa, se você não entrar pra "lacração", você ganha a alcunha de "cuzão nazifacista". Então, existe coação sim. A maioria não quer ficar à margem do "grupinho", é a natureza humana. Só pessoas muito "fodonas", autocentradas e com elevada autoestima resistem. Tem que ser muito "foda" pra mandar todos os "galhofeiros" tomar naquele lugar e ser você mesmo.

  16. Eu sou ex-cadete da Força Aérea. Entrei um ano depois desse acidente com a ejeção. Infelizmente a culpa foi dele, pois ele se amarrou de uma forma que propiciava a ejeção (ele passou o "cinto" por dentro do acionamento da ejeção). O Estado é uma máfia, mas nesse caso foi culpa dele mesmo.

    Edição: realmente as aeronaves são uma porcaria. Cansei de pilotar avião velho e manusear armamento fora de condição de uso.

  17. Pior do que aguentar o trote, é aguentar "professor" de universidade pública. Sem brincadeira, me formei em federal praticamente cursando à distância. Eu tinha náuseas só de ficar 10 minutos assistindo aquelas péssimas aulas. Quando o cidadão não usava um material de aula da década de 30, dava com uma má vontade tão grande que nem parecia receber salario por aquilo…

  18. Fraco, soldado que morre com exercicio não está apto para defender o deus estado, tinham que expandir e colocar esse tipo de treinamento nas escolas au au -diz o cão de guarda do estado

  19. E A PEC para extinção da anuidade obrigatória dos Conselhos de Classe? Seria legal colocar em pauta e movimentar a turma.

  20. Sempre falo quando vejo um idiota todo pintado vindo me pedir dinheiro: "Como vou te levar a sério quando for profissonal se nem você se leva a serio, se humilhando só porque uns idiotas mandaram você fazer" Obs: tem 9 anos que me formei em direito e nunca participei desse tipo de palhaçada

  21. Eu fui um dos poucos da minha turma no ano passado que recusou participar do trote.
    Se melar e passar vexame na frente dos outros de graça vei.
    Mkkkkkk

  22. Quem paga por uma universidade paga pra estudar, n pra pedir dinheiro no sinal e usar droga

  23. Tem veterano ai que já tem 30 anos e não se formou ainda, geralmente só os palhaços participam do trote. Calouro é tão desinteressante, só quem é idiota gosta de ficar lá humilhando os otários e babando em cima das gurias que nunca vão dar moral.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *